domingo, dezembro 26, 2010

Quero conhecer meu cabelo natural!!!

por Chris Oliveira- revisão de texto Sônia Nascimento
Para falar sobre este assunto, desta vez posso falar do meu próprio drama.
A relação com o meu cabelo sempre foi desde que eu era pequena, digamos que bem “difícil”. Imagine você ter um cabelo ‘bem’, mais ‘bem’ crespo, sofrer para pentear ( logo falo mais desse verbo- pen-te-ar) e ele estar sempre com  o corte “joãzinho” ? Existe algo pior, para uma menina? Sim! Pior é ter uma irmã mais velha com um lindo cabelo, enorme e cheio de cachos.
Quer que eu piore as coisas, uma família católica que faz promessa para não cortar o cabelo de minha irmã até ela ter 15 anos e o meu, ai, ai, ai, sempre curto e sendo confundida na rua por parecer um menino. (pode rir e sei que é engraçado com os outros... risos)
Mas, a vida muda, Graças a Deus. O tempo passa, o cabelo cresce preso e sempre penteado em ‘tranças com miçanginhas’ e ‘coque cheio’ ou seria melhor dizer - feio e inchado.
Alguma mulher negra já passou por algo parecido quando criança?
Ao completar 12 anos. Viva!!! Pode fazer meu primeiro alisamento, e me lembro que suportei bem (sem que a cabeleireira soubesse), até parecer que meu couro cabeludo ia derreter ou ‘torrar’ meus pensamentos (risos), com o creme alisante, que mais parecia soda caustica. Pensava eu com meus botões: - Se eu suportar mais um pouco o cabelo vai ficar mais liso ainda.
Eu estava certa, o cabelo ficava mais liso, porém no chão, pois além de queimar meu couro cabeludo e fazer enormes feridas, o cabelo quebrava todo. Mais mesmo assim fiz alisamento por muito e muito anos.
Já na adolescência, exatamente com 17 anos, fiz meu primeiro alongamento, entrelaçado e com manutenções trimestrais fiquei mais de 2 anos usando o mesmo método.
Meu cabelo natural cresceu bastante e resolvi para de usar alongamento e mais que depressa mandei alisar, seis meses de felicidade e logo quebrou todo. Chamo isso de a “maldição da química para cabelos afros” ou até mesmo “efeito bola de neve, alisa, quebra, alonga, alisa, quebra, alonga ...e assim segue”.
Esta conseguindo acompanhar meu raciocínio? Creio que sim!
Depois de tudo isso me dá vontade de gritar - QUERO CONHECER MEU CABELO NATURAL!!!
O pior de tudo é como fazer isso sem ficar com ele bem feio por um tempo, liso nas pontas e crespo na raiz, sem entrar em um estado de depressão. Não estou sendo dramática, o cabelo muda o humor!
Descobri uma forma com uma cliente veja que legal as imagens. Ela ficou usando alongamento entrelaçado com cachos, liso, tranças, dreads etc, mudando sempre de visual por quase 3 anos. Sei que parece uma eternidade, mais valeu à pena e, mudar de visual também é divertido.

Pode ser que nem todos os cabelos fiquem um black power  lindo como dela, mais pelo menos teve a chance de saber como é o cabelo natural e eu estou nessa luta agora.
Essa é a dica, nada de química, só hidratação e cauterização por pelo menos 2 anos, usando tranças, alongamento entrelaçado , dreads falsos e, um dia vai poder ter e conhecer seu cabelo natural. Para então resolver se quer, ou não usá-los ao natural. (Black Power)
Aprendi um detalhe importante: lembra que escrevi lá no começo que depois falaria do verbo pentear?  O ‘lance’, é que o cabelo crespo, não se deve pentear úmido e muito menos seco. Somente molhado, com creme e de preferência durante banho. Depois é só deixar que ele seque sozinho e, o máximo que se pode fazer é ‘apertar’ para ajudar a formar pequenos cachinhos. Esse foi um erro de nossas queridas mães que achavam que o correto era pentear e, assim fazendo complicaram mais as nossas vidas.
Quem quiser também fazer parte dessa missão de conhecer o cabelo natural, venha para Cia. Das Tranças e juntas vamos descobrir e se maravilhar, esteja certa disso!!!
www.ciadastrancas.com.br
11 2851-8635 / 3462-1229 / 9949-6758 (vivo)

6 comentários:

  1. Amei a narrativa Cris e me identifiquei muito
    Hoje tenho o cabelo natural graças a você a sua equipe usei por quase um ano dreads fake e quando me vi com o cabelo como ele realmente é houve uma enorme duvida,choque emocional
    Mas depois de realizar com você o permanente afro que definiu os meu cachos hoje estou bem e feliz por eles
    Parabéns pelo blog
    E ótimo sabermos que temos referencias de fatos reais e não somente a mídia que vende uma imagem inatingível
    To Seguindo
    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Olá Chris! Adorei conhecer seu blog e seu trabalho. Há tempos estou tentando mudar o cabelo e agora, depois de ler seu blog e site, estou me sentindo mais segura. O próximo passo é ir até o salão!
    O Blog está excelente e o site é bem esclarecedor, parabéns!
    Um bom ano novo de muito trabalho e sucesso!
    Beijos,
    Sel

    ResponderExcluir
  3. gostei muito da sua historia de vida, tambem me identifiquei um pouco com ela, eu cansei de fazer relaxamento, escova e progressiva isso estava detonando o meu cabelo, ele estava meio elastico e quebrando, num belo dia fui no salao e pedi pra cortar todo o meu cabelo que tinha quimica, resumindo hj eu so tenho 2 dedos de cabelo natural eu so deixei a frente um pouco grande! sera que vai demorar muito pra crescer? eu nao vejo a hora de ele ficar um black legal!!!
    bjos!

    ResponderExcluir
  4. Oi Cris adorei a sua narrativa sobre o cabelo crespo, saiba que tem milhoes de pessoas que sofrem ou estão sofrendo com o s seus cabelos.Parabéns e sucesso!!

    ResponderExcluir
  5. Me identifiquei horrores, quase chorei lembrando da minha infância, as crianças só me chamavam de "João" na escola...
    Quero aderir a onda de conhecer o cabelo natural e ameiiiiiiiiiii a tela, vai ser só entrelaçado daqui pra frente.
    Adoro seu trabalho e de toda equipe Cia das tranças =)

    ResponderExcluir
  6. Anônimo5:01 PM

    Quem nunca sofreu com a piadinha joazinho (menina), Enfim ja sofri horrores ,hoje em dia tenho um black cereja que causa invejas,rsrsrsr, valeu todo sofrimento no passado, pois se nao fosse, nao teria descoberto o meu estilo black ousado.

    ResponderExcluir

Então!!! Comente aqui o que achou dos textos e me dê sua opnião por favor dicas de assuntos que acha legal escrever, sabe esses lendas urbanas sobre nossos cabelos lindos e crespos. Meu muito obrigada.